sexta-feira, 11 de novembro de 2011

A ilusão do Natal..

Natal, uma das datas (feriado)mais esperado do ano,assim como a passagem de ano novo(réveillon).
Data essas de fartura,felicitações,diversão e religião.

Principalmente religião,a base do natal é isso,se fosse necessário falar em uma palavra seriam; confraternização
O Natal vem de uma festividade pagã,mas isso não vem o caso,pelo menos nessa postagem.
Já que tem uma postagem própria no blog.(Natal festa Pagã)

Começando com o foco principal da postagem.
Essas duas datas são as que mais concentra falsidade entre as pessoas,sendo elas pela religiosidade que envolve, deveriam ser uma das mais sinceras,mais é o contrario disso.

Aquelas pessoas que passaram o ano falando mau de você,(família)pelo minimo detalhe,esses mesmos detalhes totalmente desnecessário.
Agora vem lhe dá abraços afetuosos de felicitações,uma mudança da água por vinho?
Só tem uma explicação;Falsidade
Mas não se assustem,por mais desagradável que seja, é maioria nas famílias de hoje,infelizmente.
Por isso considero essa data, uma das mais corrompida pela fraqueza humana(a interpretação de ser o que não é).
Na minha opinião se você possui algum recurso financeiro,viaje com uma,ou mais pessoas verdadeiras(amigos de verdade/namorada/esposa)se livre de todas essa encenação, que ocorre na ceia de natal e passagem para o ano "novo"..

Litoral não é uma boa pedida porque o fluxo é muito intenso,em direção as praias.
Já cidades do interior é perfeita,com cidades históricas,rios,cachoeiras e na maioria das vezes com boa receptividade..

Fonte;
Rascunho VI
AJS(Devorador do Pecado)

2 comentários:

Rodrigo Freitas disse...

Concordo contigo. A bem da verdade é que o Natal cristão em si é uma grande farsa. Não se sabe exatamente qual a data de nascimento de Jesus. Comemora-se o nascimento dele, quando o mesmo, segundo a Bíblia, deseja que se comemore a sua morte e posterior ressurreição. Além disso, acrescentou-se o tal Papai Noel que acabou se tornando o protagonista da festividade, ofuscando Jesus. Não obstante, o capitalismo sagaz e a burguesia voraz, acrescentaram a conotação de consumo ao Natal. quando falamos em Natal, nos vem a mente Papai Noel, ave assada, presentes, bebidas e Panetone/chocotone. O resultando de tudo isso é além da falsidade escancarada, pessoas comendo mais do que precisam, gastando mais do que tem, bebendo além do limite, e dizendo Feliz Natal a todos em volta, de forma automática, sem saber por que o dizem e sem a profundidade de sentimento. Infelizmente eu participo de tudo isso.

VH disse...

Obrigado por "participar" do blog..